Você conhece as reações corporais do seu cachorro?

Num dia normal, você chega em sua moradia e irá ver seu cão. Ele anda alegremente a sua volta, cheio de contentamento. Você é receptivo à saudação apaixonante do animal doméstico: dialoga com ele e dá muito amor. Seu cachorro já conhece esta sequência de ações e espera por esta atenção sempre que você chega em casa.
Porém, se em um certo dia, seu cão fica um pouco enfadado e decide realizar uma caçada ao tesouro enquanto você está fora. Então, você chega no lar e encontra seus sapatos mastigados, o lixo do banheiro espalhado pelo jardim e o cachorro assentado no local de casa.
E aí? Além de ficar com raiva, a inclinação é ir para cima do bicho doméstico, chamando a atenção do rebelde. linguagem-corporal-cachorro Reflita nas diferenças entre a sua linguagem corporal neste momento e em um dia comum. Você está diferente, empregando outro tom em sua voz, locomovendo-se de maneira ansiosa, deixando manifestar um jeito severo, além de não tocar seu cachorro como comumente costuma fazer. Seu cão te olha e percebe um dono bastante diferente daquele com o qual ele convive diariamente.

Cachorros reagem à conduta do dono

A partir desta postura, seu cachorro percebe que algo se encontra errado. Ele passa a ficar longe de você, dobra o rabo, inclina a orelha e olha para você com o olhar mais culpado do planeta. O cachorro pode estar cogitando que, ao oferecer ao dono uma linguagem corporal que não é a comum dele, feliz e saltitante, ele vai notar que o cachorro está sem entender nada e se sentindo ameaçado. O cão está, de fato, fazendo o possível para acalmar seu proprietário para evitar mais conflitos.
As pessoas, vez ou outra, não compreendem esta linguagem corporal e entendem que o cachorro está sentindo culpa. Dessa maneira, estão imaginando que o cão está confirmando uma postura errônea e entristecido pelo que fez.
Todavia, na realidade, não existe nada que comprove que é isto que um cão baderneiro esteja pensando. O mais provável é que o bicho esteja fazendo uma união entre o dono estar bravo com lixo no chão e resolver brigar com ele em função disso. Por qual razão um cão cogitaria que o lixo esparramado pelo chão não é certo? Não existem estudos que deem suporte a essa teoria.

Observe o comportamento do seu cachorro

Para ter certeza, olhe o hábito do seu cachorro no momento em que encontrar-se puxando a orelha dos seus filhos ou falando muito alto por algum motivo. Ele vai sair de perto de você, mesmo sem ter feito verdadeiramente nada de errado. De novo, ele só percebe que alguma coisa se encontra fora do comum.
linguagem-corporal-cachorro Grande parcela dos proprietários entende quando a linguagem corporal de seu cachorro revela temor ou confusão. Ao acreditar que o cão parece culpado, o dono está somente projetando sentimentos humanos pelo contexto da circunstância. Enquanto isto, os cães estão reagindo à conduta do próprio dono. Já condicionados a apreender nossas atitudes despreocupadas e saudações cotidianas, assim como nossa irritação, os cães reagem a cada uma delas.
Então, da próxima vez que seu cachorro cometer determinado equívoco, fizer uma desordem em sua casa, virar sua lixeira, escavar seu quintal, lembre-se, ele não irá aceitar nenhum tipo de transgressão ou sentir-se envergonhado. Ele unicamente está reagindo à sua chateação ou decepção.