Saiba o que leva o cão filhote a comer cocô

Os cachorros, às vezes, comem fezes por tédio, pela atenção, a fim de evitar castigos ou por problemas de saúde. Apesar disto, o consumo de cocô, ainda conhecido como coprofagia, é realmente um comportamento bastante normal para um cãozinho. E entretanto você possa imaginar que é completamente repugnante, o comportamento possui uma razão que, caso não seja tratada de forma adequada, é capaz de se transformar em um hábito contumaz.
caes-comem-coco Para começar, não fique preocupado no momento em que ver seu filhote comendo fezes. Agir de forma alarmante com um filhote de cachorro é capaz de fazer mais mal do que bem, e pode até levar a mais distúrbios de comportamento.
Filhotes podem começar a engolir fezes, enquanto ainda se encontram na ninhada. Nesta etapa, é comum que a mãe engula os cocôs de seus cachorros. Ela realiza isto para preservar o filhotinho higienizado e para defender os cachorros de espécimes que podem ser atraídos pelo cheiro (Mesmo que não haja outros espécimes na sua residência, este é um temperamento rudimentar – outros animais fazem a mesma coisa com seus filhotinhos). A mãe realiza isso desde o momento em que os cachorros nascem até o fim da amamentação, e, uma vez que os cães estão no processo de aprender a ser cães, eles podem seguramente acompanhar a dominância e fazer o que ela faz.

A mãe, em geral, para de engolir as fezes de seus cachorros na ocasião em que eles começaram a ingerir alimentos firmes e podem deixar a toca para defecar, contudo o cãozinho ainda pode permanecer o comportamento até ficar amadurecido. É um temperamento que o filhote assimila seguramente e que os leva a farejar, provar e ainda mesmo ingerir os cocôs de outros bichos ou outros cachorros.
Para começar a desencorajar este hábito antes que o cachorrinho esteja pronto para ir para o seu novo lar, é responsabilidade do dono sempre higienizar o local após os cachorros fazerem suas necessidades e antes que eles tenham a chance de engolir os cocôs.

Outras razões para comer fezes

caes-comem-coco Conforme assegurado anteriormente, não é anormal achar ilógico que seu cãozinho esteja ingerindo o seu próprio cocô ou de outro cão. Apesar disso, os cães que estão possuindo uma dieta bem balanceada e rica em vitaminas possivelmente crescerão a partir deste comportamento.
Se o seu cachorrinho permanecer comendo a caca independente de todas as suas tentativas de eliminar esse comportamento, você precisará consultar um veterinário a fim de identificar o distúrbio.

Por que seu cachorro está comendo caca?

Pequena digestão: seu filhotinho de cão pode não digerir seus alimentos adequadamente. Isto pode ser porque a comida é pobre em nutrientes digestíveis e está saindo primordialmente de natureza igual a que entrou, ou porque o cãozinho dispõe de um problema com sua digestão. Nesses casos, as fezes do cachorrinho saem bastante parecidas com a comida que ele acabou de comer. A sugestão é mudar para um alimento de qualidade superior que poderá resolver o inconveniente. Se a mudança de alimentos não ajudou, você deverá levar seu cão a perito.
Enfado: o tédio é outra causa que leva cães a engulirem fezes. Se um cachorrinho for deixado desacompanhado por um longo período, ele pode encontrar alívio do enfado brincando e engolindo suas próprias fezes.
Stress: o estresse de modo geral vai levar filhotinhos e cães mais velhos a engolir seu próprio cocô. Isso pode ser o estresse de ser trazido pela mudança para um novo lar ou por uma série de outros fatores. Portanto, você jamais deve induzir mais estresse no cão, castigando o espécime por ingerir seu cocô.
Fome: Lombrigas e outros parasitas intestinais são capazes de retirar nutrientes do sistema do filhote de cachorro, fazendo com que ele tente suplementar sua dieta com o que ele encontrar, que parece ser remotamente comestível. Deste jeito, seu filhotinho de cão é capaz de simplesmente não receber o bastante para comer durante o dia. Os filhotinhos estão crescendo e a grande parte tem a necessidade de ser alimentada duas a três vezes por dia. Se você possui certa dúvida sobre o quanto e com que frequência você necessita de alimentar seu filhotinho, converse com seu médico-veterinário.