Terrier Brasileiro – Informações Gerais

Mesmo que seja de tamanho nanico, esse cachorro não é muito apropriado à vida em um apartamento;
É uma espécie que assimila com muita facilidade tanto os excelentes,ótimos comportamentos como os péssimos, e qualquer tentativa de o dominar pela violência é ineficaz;
Não é um pet apropriado para crianças pequenas, dado que é capaz de mastigar em reação a maus tratos inconscientes que recebe;
O Terrier Brasileiro tem necessidade de brincadeiras intensas e treino divertido com o objetivo de se manter ocupado tanto física como mentalmente;
É a segunda raça de cachorros brasileiros reconhecida oficialmente;
A espécie foi reconhecida no ano de 1964 e manteve seu status até 1973, quando o Kennel Clube cancelou o certificado graças ao número escasso de cachorros.

O Surgimento do Terrier Brasileiro na História

guia-terrier-brasileiro Há atualmente duas opções que são aceitas como o nascimento dessa espécie brasileira. A primeira delas afirma que, nos anos 1800, os filhos dos grandes fazendeiros eram mandados ao continente europeu para estudarem. Em seu regresso, estes jovens chegavam casados e suas mulheres, às vezes, traziam cães Terriers, como o Jack Russel Terrier, raça gerada a partir do Fox Terrier, Bulldogue e Beagle. Esse Terrier era muito usado na caça a raposas e pequenos roedores.
Chegando em terras brasileiras, esses cães foram cruzando como cachorros caboclos e foram se adaptando com as condições da localidade e com os climas, devido a sua enorme resistência, a raça foi se fortalecendo e se transformando no cão que percebemos na contemporaneidade como Terrier Brasileiro (Fox Paulistinha).
Há uma versão diferente ainda admitida que diz que no período da colonização dos portugueses e dos holandeses, cachorros Terriers, como o Jack Russel Terrier e o Fox Terrier, ocupavam os grandes navidos a fim de eliminarem todo rato ou pequeno roedor que lá se instalasse. Dessa maneira, esses cães se disseminaram por todo o mundo e, aqui em nosso território, eles se juntaram com os cachorros locais originando o Terrier Brasileiro.

Aspectos Físicos do Cão da Raça Terrier Brasileiro

O Terrier Brasileiro é um típico cachorro Terrier, de excelente estrutura, sem ser pesado. De porte mediano, o Terrier Brasileiro é forte e musculoso. É um cão ágil, rápido, alvoroçado e está a todo momento em estado de atenção. É reservado com pessoas novas, porém é bastante aprazível e afetivo com sua família.
Esbelto, bem equilibrado e com estrutura resistente, essa raça de cão possui corpo de forma quadrada, com nítidas linhas curvas que o distingue do Fox Terrier de pelo liso, excelente caçador de minúsculas presas e um excelente guardião, o Terrier Brasileiro (também de nome Fox Paulistinha) possui pelagem curta e lisa. A pigmentação do pelo da raça Terrier Brasileiro é predominantemente branca, com marcações em preto, marrom ou azulado.
A altura dos machos da espécie Terrier Brasileiro pode oscilar entre os trinta e sete e os quarenta centímetros. Já as fêmeas dessa espécie têm estatura entre trinta e três e trinta e sete centímetros, mensurada sempre a altura da cernelha. Conforme o padrão oficial, o peso máximo para os cachorros da espécie Terrier Brasileiro é de 10Kg.

Psicológico da raça Terrier Brasileiro

O Terrier Brasileiro é, acima de tudo, um cão bastante radiante e com vitalidade de sobra. Como todo Terrier que se preze, muitas vezes apenas ignora seu porte físico e age tal qual se fosse um cão grande. Flexível, é capaz de agir nas mais variadas funções, desde um ótimo cão de companhia, até como excelente cão de alarme, uma das propriedades desenvolvidas devido a seus tempos de caçador nas fazendas paulistas e herdada de seus ancestrais.
Independente de não estar no ranking de inteligência por ser uma espécie brasileira, o Terrier Brasileiro é sagaz e bastante concentrado, assimila com naturalidade, o que lhe rendeu emprego em diversos eventos nos circos. Mas, nunca é demais lembrar, que da mesma maneira que aprendem coisas ótimas, assimilarão inclusive o que não têm que fazer.
Apesar do tamanho, não são, absolutamente, cachorros de sofá. Antes de mais nada, eles demandam atividades físicas regulares para de serem capazes de gastar toda a energia concentrada. Ele é um cachorro incansável. Dificilmente permanecerá ocioso, constantemente está arrumando algo para brincar. É um cachorro que não gosta muito de pessoas desconhecidas. Com sua família e amigos ele é bem amigável e dócil, mas quando encontrar um estranho, possivelmente vai estranhar.
É uma raça agarrada ao proprietário, em decorrência disto, algumas vezes é tido como um cachorro de companhia, não gosta de ficar desacompanhado e carece sempre de companhia.

Privilégios de Ter um Cão Terrier Brasileiro

vantagens-terrier-brasileiro O Terrier Brasileiro é um cão contente e travesso, e, em função do seu comportamento é geralmente utilizado em espetáculos circenses. Mas, além disto, é um audacioso guarda e um bom caçador. Seu instinto de caçador desponta quando avista animais selvagens, especialmente os de pelo. Fox em inglês quer dizer “raposa”. Por isso, ele não hesita à frente de de ratos, perseguindo os animais até aniquilar. Nessa tarefa se apresenta mais eficaz do que os próprios gatos.
Se seu Terrier Brasileiro precisar coabitar com outros animais, acostume o cão desde cedo com eles com a finalidade de evitar futuras brigas entre eles: se a convivência começar cedo, não existirá desordem. O Terrier Brasileiro é um cachorro que exige poucos cuidados, possibilitando muitas alegrias ao dono e é tranquilamente adaptável a qualquer lugar.
Os banhos são raros devido à sua pelagem curta, mas o Terrier Brasileiro não tem problema com a água. Longe disso, ama nadar. Inclusive a criação de filhotes é fácil. O cruzamento é feito quase sempre de forma natural, sem carecer de ajuda: a mãe cuida sozinha da prole e da ninhada, conservando tudo higienizado.

Distúrbios comuns do Terrier Brasileiro

Felizmente, o Fox Paulistinha não possui grandes problemas de saúde. É bastante resistente, forte e possui uma maravilhosa estrutura óssea. Como todo cachorro, necessita de receber pipeta anti-pulgas e anti-carrapato mês a mês para evitar que haja infestação.

Como tratar de um Terrier Brasileiro

Esta raça, independente de se dar bem residindo em apartamentos, deve sair, exige passeios com os proprietários e inúmeras atividades a fim de queimar a sua quase inesgotável energia. Caso contrário, poderá começar destruindo a residência e móveis. Por este motivo, caso você esteja cogitando adotar um Terrier Brasileiro, certifique-se de que tem tempo para cuidar dele porque, apesar desses cachorros suportarem bem as ausências dos donos, ainda têm necessidade de companhia e de qualquer pessoa que possa responder às necessidades deles.
Por ter pelo curto, o Terrier Brasileiro não lhe irá demandar muitos cuidados, ainda assim vai ser relevante que sejam dados banhos no pet dessa raça a cada quinzena. A tosa é desnecessária e a escovação também, a não ser no período de substituição da pelagem, que ocorre antes do verão. A nível salutar, não possui propensão genética para nenhuma doença, pelagem que se mantém tranquilamente saudável. No entanto, é necessário estar atento e não deixar de levar o cachorro aoveterinário e ter o cuidado de seguir cuidados de desparasitação para prevenir problemas de pele.

Os Filhotes do pet Terrier Brasileiro

O filhote dessa espécie deve possuir uma educação desde filhotinho para usufruir a energia e sua inteligência para o bem. Caso seu proprietário seja muito flexível, o bicho pode chegar a ser dominante. A fim de conseguir bons resultados na educação do filhotinho é importante que o dono possua muita tolerância, firmeza, disciplina e força de vontade.
Em geral, nas crias nascem de seis a oito filhotinhos e a própria cadela cuida do revezamento a fim de que todos os filhotinhos tenham acesso ao leite.

Terrier Brasileiro – Informações Gerais
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

Scroll to top