O amado São Bernardo

Você já viu aquele filme famoso chamado “Beethoven”, apresentado nos anos 90??! Ele segue a história de um cão, que origina o nome deste filme, que é da raça “São Bernardo”. Graças ao filme, a popularidade desta espécie cresceu consideravelmente e conseguiu a simpatia de muitas pessoas pelo mundo!
Entre todos os cães da raça São Bernardo treinados pelos monges, o que mais se destacou em resgastes foi o intrépido Barry. Esse destemido cão ajudou mais de quarenta pessoas em sua vida e, como reconhecimento de sua bravura, foi empalhado e exposto no hall de entrada do Museu de História Natural de Berna.
É frequente vermos figuras de São Bernardos portando uma pequena caixa presa ao pescoço, tal como um kit salva-vidas. Todavia, isto é um mito: eles jamais empregaram esta caixinha nos seus pescoços! Estes salvamentos decorriam em agrupamentos de 4 cães: 2 deles ficavam esquentando a vítima, outro ficava lambendo-a para revigorá-la e o outro ia atrás de auxílio humano. Isso que é trabalho em grupo!

Origem e História do São Bernardo

Possuidor de alguns traços de outras raças, como o Mastiff, o Dogue Alemão e o Bloodhound, o São Bernardo está propriamente relacionado aos Molossos romanos. Esta espécie originou-se nos Alpes Suiços. Sua nomenclatura vem de ‘Hospice du Grand St. Bernard’, mosteiro situado nos Alpes onde era passagem obrigatória aos viajantes que atravessariam aquele lugar.
Porém inclusive tenha sido inicialmente utilizado com o intuito de apoiar a arrastar trenós e, ainda, como um cachorro de acompanhamento.
Segundo pesquisadores, foi somente no século XVIII, que esta espécie foi usada em primeiros socorros, em contrapartida existem relatos que a sua adoção sucedeu em 1660! Ele não somente enxergava as vítimas em risco, mas obtinha o resgate e além disso ficava do lado das vítimas oferendo suporte e esquentando-as.

Características Físicas do São Bernardo

caracteristicas-sao-bernardo O São Bernardo é um cachorro extremamente vigoroso, de estrutura muscular demasiadamente robusta e forte. Por causa disso, ele é bastante resistente a temperaturas muito frias e a situações hostis. Existem São Bernardos que chegam a pesar 90 quilos, especialmente os machos com uma pelagem extensa e ampla, sendo que pode haver os São Bernardos de pelagem vasta e pequena. A espécie São Bernardo pode mensurar até 90 centímetros, sendo setenta centímetros para os machos e sessenta e cinco centímetros para as cadelas.
As orelhas deles são muito marcantes, sendo em um formato de triângulo, bastante maiores se comparadas com outras espécies!
Sua pelagem é espessa e alisada, sendo sua cor mais comum o branco, com uma capa ferrugem na região das costas e marcas pretas em seu focinho – geralmente nos olhos e orelhas. Não muito comum, podemos identificar também os de cor vermelha e esbranquiçada, além do marrom. Outra pecularidade bastante comum é o chamado “colar”, uma coloração extremamente clara ou escura em volta do pescoço.

Temperamento do São Bernardo

guia-sao-bernardo Como todo mundo sabe, ele é um cão fiel, manso e muito pacífico com todo mundo! Foi por causa disso que ele foi utilizado como um cão salva-vidas. Também com indivíduos estranhos a ele, ele ainda é bem tranquilo! Contudo, por ser bastante companheiro, ele pode chegar a ser bastante possessivo e enciumado.
Não que sua característica predominante seja as brincadeiras, embora, em algumas situações, ele se torna bem alegre e é capaz de fazer muita baderna do lado de quem adora. No momento em que o seu proprietário se afasta, ele considera tem a obrigação de guardar as suas dependências, por isso ele é ainda por cima um impecável cachorro de proteção, acanhando qualquer desconhecido e alertando quando necessário.
Um ponto interessante é o caso de ser facilmente ensinado, ocupando a 113° colocação da tabela das raças de cachorro mais espertos do mundo. É falado que o São Bernardo cria um comando específico após ser repetido de quarenta a oitenta vezes, tendo a possibilidade de entender a ordem em só uma tentativa em trinta e três por cento.

Vantagens em se ter um São Bernardo

Este é um estupendo cachorro protetor fora da presença do proprietário, quando se sente desacompanhado, ele tem a predisposição de estar sempre alerta. Seja no lar ou fora de casa, devido a seu instinto de ser um cachorro de resgate, ele fica todo dia alerta se algum imprevisto ocorra.
Ele adora a criançada, isso todos já sabem! todavia, ele se sente mais aconchegado com aquele que ele considera como um “pai”, isto é, caso você queira um cão a fim de lhe fazer parceria, o São Bernardo é o espécime mais que adequado! Embora ele sempre gosta de distribuir carinho e proteção a todas as pessoas da família, sendo bastante extroverso e bastante sociável.
Ainda que ele se encaixe com muita espontaneidade em pequenos espaços, o recomendado é que ele possua uma quantidade considerável de espaço para usufruir, sendo fundamental que você leve-o para caminhar até quatro vezes semanalmente.

Pontos fracos do São Bernardo

Fique esperto a determinados que o seu São Bernardo pode apresentar! Ele é capaz de demonstrar um grande problema de má formação da ligação da cabeça do fêmur com a bacia. Para evitar qualquer complicação, leve seu cachorro ao médico-veterinário constantemente, ainda, quando cachorrinho a fim de fazer exames de prevenção.
Um câncer nos ossos pode vir a ser outro problema que seu São Bernardo pode manifestar, mais facilmente, após os 5 anos. Caso seu cachorro se mostre com dor e prostrado, é sinal de que a doença se acha em estado avançado.
Esse cachorro não se acostuma bem em países de temperatura quente, pois eles podem desenvolver piodermatite – uma contaminação que acontece por conta do excesso de umidade. A chuva é muito ruim ao cão, eles são imensamente sensíveis ao clima muito úmido, isto é, até a higiene deve ser balanceada: o banho deve ser limitado a uma vez a cada mês.
A quantia de ração também deve ser equilibrada: o adequado é que você pesquise um especialista para conhecer a porção ideal de alimentação que seu São Bernardo deve comer, porque, se não balanceada, pode gerar uma Torção Gástrica.
Tenha em mente que seu cachorro pode dar ataques de epilepsia, essa que não possui cura e provoca inúmeras convulsões, que somente serão equilibradas à base de remédios. Recomenda-se que esse cão não seja colocado para reprodução, se possuir este problema.

Como tratar de um São Bernardo

Este cão necessita de atividades físicas a cada dia a fim de evitar problemas derivados do excesso de peso. Talvez seja uma função difícil uma vez que, devido ao seu porte extraordinário, ele anda devagar e cansa tranquilamente, isso faz com que a atividade física demore mais que o normal.
Essa raça se acostuma bem a vida no lar, vivendo elegantemente com toda a família, todavia demandam um amplo espaço no lar.
No que tange a alimentação, fique esperto: esse cachorro tem um elevado custo para a manutenção das suas refeições. Dê a ração mais adequada para evitar problemas normais à raça e consulte um médico-veterinário para conhecer qual a porção adequada para que seu cachorro não desenvolva obesidade.
O São Bernardo tende a salivar bastante e alguns cuidados devem ser considerados com a finalidade de preservar a limpeza do lar.
Ao pentear o seu São Bernardo, atente-se na sua boca e seus olhos, pois a pelagem dele pode aglomerar vários nós e imundícies pela pelagem; e esse cuidado necessita de ser diário.

Filhotes de São Bernardo

filhote-sao-bernardo As crias do São Bernardo tem necessidade de um seguimento veterinário rígido em consequência do seu desenvolvimento acelerado. Esse seguimento é considerável já que os ossos e os músculos carecem de proteínas e cálcio adequados para evitar adversidades originadas de uma má alimentação, tais como a retirada de cálcio e o aparecimento da displasia. Entretanto jamais intente efetuar essa sustentação por sua própria decisão! O médico-veterinário é o especialista mais aconselhado para guiá-lo nessa dúvida. Somente ele entenderá o que seu espécime carece, definindo a marca mais apropriada e a dose certa.
Desde filhotinhos, você pode começar a educá-lo, apontando o que é correto e o que não está correto. Logo, você vai mostrando, desde filhote, até onde é o limite dele e deixando-o mais instruído quando estiver maior.
Quando for adquirir um filhotinho, existem alguns requisitos fundamentais que você deve prestar atenção: Escolha os mais resistentes, os maiores, que possuam um crânio significativo, uma cor escura no seu focinho e que possuam uma fantástica função motora inclusive.

O amado São Bernardo
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta

Scroll to top