A dieta mediterrânea: saudável só para ricos ou educados  

Dieta mediterrânea: saudável só para ricos ou educados

Somente as pessoas mais favorecidas realmente se beneficiam do Dieta editerrânea, diz um novo estudo. 

A lógica é bastante simples: coma uma dieta rica em alimentos à base de plantas, gorduras saudáveis ​​e peixes; Limitar o consumo de carne vermelha, açúcar e comida pesada e o risco de doenças cardiovasculares é reduzido. Várias pesquisas têm confirmado os benefícios de comer nesse estilo, conhecido como a dieta mediterrânea, há anos. Mas, de acordo com um novo estudo, a dieta mediterrânea é um pouco mais seletiva do que a lógica sugeriria.  

Pesquisadores realizaram um trabalho com mais de 18 mil assuntos e descobriram que a dieta mediterrânea realmente reduz o risco de doenças cardiovasculares … mas apenas se você é rico ou altamente educado.  

O estudo concluiu que os benefícios acompanham a posição socioeconômica dos seguidores da dieta. Basicamente, dada a mesma adesão ao padrão alimentar, o levantamento apontou que a redução do risco cardiovascular só foi observada em pessoas com maior nível educacional e / ou maior renda familiar.  

A parte mais surpreendente: Nenhum benefício real foi observado para os grupos menos favorecidos. 

O que ???  

Os benefícios cardiovasculares associados à dieta mediterrânea em uma população em geral são bem conhecidos, dizem os estudiosos. No entanto, pela primeira vez, uma pesquisa revelou que a posição socioeconômica é capaz de modular a saúde. 

Vantagens ligadas à dieta mediterrânea.  

Em outras palavras, uma pessoa de baixa condição socioeconômica que se esforça para seguir um modelo mediterrâneo, é improvável que obtenha os mesmos resultados de uma pessoa com maior renda, apesar de ambas terem aderido à mesma dieta saudável.

Parece impossível, não é? Sem mencionar injusto. Os pesquisadores tentaram descobrir por que poderia haver uma discrepância entre os grupos com o mesmo padrão alimentar. Eles apresentaram alguns fatores, incluindo qualidade e diversidade de alimentos, atenção aos grãos integrais e métodos de cozimento variados.  

Dada uma adesão comparável à dieta mediterrânea, os grupos mais favorecidos eram mais propensos a reportar um grande número de índices de dieta de alta qualidade em comparação a pessoas com baixo status socioeconômico, avaliam os especialistas. Por exemplo, naqueles que relatam uma ótima adesão à dieta mediterrânea, as pessoas com alto rendimento ou o nível de ensino superior consumiram produtos mais ricos em antioxidantes e polifenóis e tiveram uma maior diversidade na escolha de frutas e vegetais.

Os pesquisadores também descobriram um grau de variação socioeconômica no consumo de produtos de grãos integrais e nos métodos de cozimento preferidos das pessoas. Essas diferenças substanciais nos produtos que os consumidores adotam na dieta mediterrânea levaram os especialistas a pensar que a qualidade dos alimentos pode ser tão importante para a saúde quanto e quantidade e a frequência de ingestão.

Algumas pessoas consideram difícil acreditar que comer uma dieta mediterrânea, independentemente de fatores socioeconômicos, não teria um efeito positivo na saúde. No mínimo, defendem que teria que contrariar os efeitos negativos de uma dieta ocidental salgada com gordura e açúcar e, por muitas razões, as pessoas não devem ser desencorajadas a comer mais alimentos à base de plantas. Mas se alimentos mediterrâneos com baixos valores nutricionais estão impedindo algumas partes da população de desenvolver ótima saúde, esse é um problema que realmente precisa ser abordado.

Os resultados apresentados pelos pesquisadores devem promover uma reflexão séria do cenário socioeconômico em relação à saúde. Segundo os especialistas, não se pode continuar dizendo que a dieta mediterrânea é boa para a saúde, se não é possível garantir um acesso igual a todos.  

Alimentos que prejudicam a sua dieta low-carb  

Alimentos que podem estar estragando sua dieta low-carb  

As dietas com baixo teor de carboidratos estão na moda hoje em dia, mas não são tão fáceis de seguir quanto você pensa. Há muito mais do que apenas desistir de pão e macarrão – os carboidratos estão escondidos em alguns lugares que você nunca suspeitaria. Alguns especialistas revelam uma lista de alimentos que não são tão baixos em carboidratos quanto você pode pensar. 

Iogurte 

Por si só, o iogurte não é muito alto em carboidratos. O iogurte é feito de leite e, como tal, contém lactose, um açúcar natural. O iogurte simples, sem edulcorantes adicionados, conterá cerca de 12 gramas de lactose por porção de 240 ml. Mas os aditivos são onde mora o perigo. Iogurtes aromatizados, a menos que sejam artificialmente adoçados, podem ter três a quatro vezes mais esse teor de açúcar.  

Feijões 

Baratos, versáteis e cheios de nutrientes, os feijões são um alimento básico para milhões de pessoas ao redor do mundo. Mas só porque eles são super bons para você não os torna baixos em carboidratos. Os feijões têm uma boa reputação por serem ricos em proteínas, mas ainda são um carboidrato. Uma xícara de feijão preto tem 41 gramas de carboidratos, que equivale a até duas fatias de pão, o que é muito.  

Os carboidratos do feijão são saudáveis.  No entanto, muitos gramas de carboidratos em feijão vêm de fibras, um carboidrato que não é facilmente digerido pelo organismo e retarda a digestão dos alimentos. Portanto, eles podem ser adequados para algumas dietas menores de carboidratos, desde que você os consuma com moderação. 

Fruta 

Deliciosa, nutritiva e 100% natural, a fruta é uma das coisas mais saborosas do planeta. E vem em muitas formas, tamanhos, cores e sabores. Mas, apesar do fato de, literalmente, crescer em árvores, nem sempre a fruta é adequada para uma dieta baixa em carboidratos porque todas elas têm conteúdo natural de açúcar. Elas ainda são mais baixas em carboidratos que um prato de espaguete, mas, definitivamente, têm um impacto na ingestão de carboidratos. Então, faça sua lição de casa antes de devorar uma caixa de morangos. 

Condimentos 

A seção de condimentos do supermercado pode ser um verdadeiro campo minado, mesmo quando você está ciente dos ingredientes. Você não pode confiar apenas no gosto. Adicionar condimentos como ketchup ou molhos como marinara no seu alimento com baixo teor de carboidratos pode parecer algo inofensivo, mas esses itens são, muitas vezes, recheados de açúcar. Esse é o caso de muitos molhos de salada com ou sem gordura. Tais produtos, geralmente, trocam gorduras por outros ingredientes, que, muitas vezes, não são baixos em carboidratos. 

Leia sempre os rótulos das etiquetas de ketchup e molhos para saladas. A mostarda é uma aposta segura a menos que esteja misturada com mel. 

 Almondegas 

A carne é uma parte essencial da maioria das dietas com baixo teor de carboidratos – é rica em proteínas e super saborosa. Mas, mesmo que você não saiba, talvez ali estejam escondidas grandes quantidades de carboidratos. Na sua versão normal a carne moída é completamente baixa em carboidratos, já as almondegas, um dos formatos mais comuns para essa carne, de fato, pode ter carboidratos, já que a maioria das receitas exige pedaços de pão para dar consistência. Então, quando se trata de carne, fique com formatos que você sabe que são seguros para sua dieta, ou, claro, faça você mesmo. 

Leite 

O leite de vaca, o mais disponível e popular, é nutritivo e cheio de cálcio. Mas apenas porque é essencial para o bom crescimento e desenvolvimento, não significa que seja seguro para pessoas que queiram uma dieta com baixo teor de carboidratos. O leite é, realmente, relativamente alto em carboidratos. Ele tem cerca de 12 gramas de carboidratos em uma única xícara.  Isso é demais para uma dieta lowcarb. 

Sushi 

Sushi, como é geralmente conhecido e servido nos Estados Unidos, é o peixe servido com arroz e outros ingredientes, dependendo do que você pede. E pode ser muito bom para você, desde que você evite as coisas fritas e os molhos à base de soja. Comer sushi tem tem dois pontos positivos: é uma maneira saborosa de obter mais peixes na sua dieta e a maioria dos sushis é muito baixo em gordura também. Além disso, é delicioso. 

Não tem, no entanto, baixo teor de carboidratos. O arroz branco é um carboidrato altamente refinado e o arroz usado em sushi tem ainda mais carboidratos do que o arroz branco. Além disso, a maneira como o arroz é tratado pode ter um impacto já que ele é temperado com vinagre, sal e açúcar, de modo que o açúcar tem teor de carboidratos ainda maior. Então, o ideal é você comer sashimi – sem o arroz, é claro. 

Frutas e vegetais que duram muito tempo 

Frutas e vegetais que duram muito tempo 

 Nós provavelmente não precisamos lembrá-lo de que nada dura para sempre. Em nenhum lugar isso se torna mais evidente em nossas vidas cotidianas como na nossa cozinha. Nela, você teria dificuldade de encontrar algo, além de seus enlatados, que duraria mais do que apenas um curto período de tempo. No entanto existem alguns produtos –até mesmo alguns perecíveis –  que podem durar muito mais do que você esperaria. Armazene com cuidado algumas frutas e legumes e eles podem durar semanas, meses ou até mais. 

 Maçãs 

Você pode ter percebido que as maçãs não tendem a estragar muito rapidamente. Mesmo que você as deixe na despensa, as maçãs frescas podem durar até quatro semanas. Se conservá-las na geladeira, no entanto, elas vão durar muito mais – as maçãs refrigeradas podem durar até dois meses. De qualquer forma, se a pele parecer enrugada e o interior macio, sua maçã ficou ruim. 

Repolho 

O repolho é um dos vegetais mais úteis. Ele não é apenas versátil, mas também tende a ter uma vida útil significativa. Existem algumas regras de ouro a seguir a fim de garantir que seu repolho seja armazenado corretamente: não o lave até estar pronto para ser usado. 

Siga essa regra e o repolho pode durar até dois meses. Se você conservá-lo (ou qualquer outro vegetal de raiz) em condições ideais, ele vai durar muito mais. 

 Frutas cítricas 

Suas frutas cítricas menores, como limões e limas, tendem a durar uma boa quantidade de tempo no balcão. Mas, se você colocá-las na geladeira, esse prazo poderá subir para até alguns meses. Certifique-se de mantê-las na gaveta da geladeira e não as guarde em sacos de plástico ou recipientes, pois estragarão um pouco mais rápido. 

Certifique-se, também, de usá-las assim que forem cortadas – na geladeira, elas terão estragado em alguns dias, e sem refrigeração, provavelmente, não vão durar até o final do dia. Você poderá dizer se um limão ou lima ficou ruim se eles estiverem moles ou descoloridos.  

Alho 

Com cuidado, o alho é um dos vegetais mais duradouros. Se você deixá-lo sem cortes, provavelmente, durará até meio ano antes de começar a ficar ruim. Até os dentes separados durarão um mês ou dois. Depois de cortados, você, provavelmente, terá uma semana de prazo antes de estragarem. Se você pretende manter seu alho bom, guarde-o em local escuro e seco, onde ele pode obter um pouco de ar. Mantê-lo em um saco de papel em sua cozinha pode ser bom. Se estiver picado, mantenha-o em um recipiente na geladeira. 

 Uma vez que você observar manchas marrons ou se eles estiverem ficando amarelos, seu alho está ruim. Se novos brotos estiverem aparecendo na cabeça de alho (eles são verdes e aparecerão no centro da cabeça), no entanto, você ainda pode tirar algum uso deles plantando-os e cultivando alguns. 

 Romãs 

A vida útil das romãs depende inteiramente de você ter a fruta inteira ou apenas as sementes. Essas, provavelmente, só durarão cerca de uma semana – a menos que você as congele, o que pode ser feito sem estragá-las se você as mantiver em um recipiente – enquanto a fruta inteira ficará por até três semanas na geladeira. Para manter as sementes de romã comestíveis fora do congelador, coloque-as na geladeira em um recipiente hermético, embora seja bom evitar o plástico (elas são capazes de absorver os produtos químicos que são encontrados na maioria desses recipientes). 

Se a sua romã estiver dourando, se está macia ou quebradiça ao toque, então está ruim. Com as sementes, você poderá dizer que elas ficaram ruins se começaram a ficar escuras.  

 

Cebolas 

Como muitos vegetais de raízes, as cebolas têm uma vida útil bastante longa. No balcão, elas vão durar mais de um mês, e até seis semanas nas condições corretas: em um lugar escuro e seco, com boa circulação de ar. Mais uma vez, dentro de um saco de papel, elas se manterão boas. Se você as conservar na geladeira, no entanto, elas devem ganhar mais duas semanas de vida e vão durar até oito meses no congelador. 

Uma vez que  têm duas peles removidas, as cebolas vão estragar muito mais rapidamente. Então mantenha-as descascadas, em um recipiente na geladeira. Nesse caso, elas, provavelmente, irão durar uma semana ou mais. As cebolas ruins tendem a ficar escuras se tiverem ficado fora do refrigerador por um tempo longo. Uma vez que eles ficam moles, estão ruins. 

Laranjas 

As laranjas tendem a durar a mesma quantidade de tempo que os seus parentes menores, como limões ou limas. As laranjas frescas se manterão durante duas ou três semanas na cozinha. Conserve-as na geladeira, de preferência na gaveta de frutas, e elas ficarão boas por até dois meses. 

Se você a cortou, a laranja só vai durar um dia ou menos sem estragar, ou no máximo alguns dias na geladeira. Mantenha-se atento para manchas como mofo branco e descoloração em suas laranjas, pois é assim que você saberá que precisam ser descartadas. Como qualquer outra fruta ou vegetal, simplesmente não tente comer nada que não tenha coragem de dar a outra pessoa. 

Batatas 

Como os outros vegetais de raiz, as batatas têm uma expectativa de vida boa, embora o quão longe elas vão durar depende um pouco do tipo de batata que você comprou. Geralmente, no entanto, você pode esperar que as batatas durem entre duas e cinco semanas na despensa, e até quatro meses na geladeira. Se você está armazenando-as na despensa, certifique-se de mantê-las longe de temperaturas quentes.  

Você também pode congelar certos tipos de batata, incluindo batatas fritas, batatas cozidas ou assadas e purê de batatas. Nesse caso, elas, provavelmente, vão durar até oito meses. Depois disso, descarte.  

Cenouras 

O tempo de vida de uma cenoura depende em grande parte do estado em que ela se encontra. As cenouras inteiras e frescas tendem a durar cerca de quatro ou cinco semanas, enquanto as versões de cenouras pequenas não durarão mais do que quatro. Uma vez que uma cenoura é cozida, no entanto, é improvável que dure além do final da semana. É possível congelar cenouras também, mas devem estar raladas. 

Tal como acontece com a maioria dos vegetais, certifique-se de armazená-las na geladeira, sem descascar, em uma sacola de plástico ou na gaveta de vegetais. Uma vez que elas ficarem amolecidas, elas estão estragadas. 

 Abobrinha 

A abobrinha, sendo outro vegetal de raiz, naturalmente tende a ter uma vida de prateleira bastante longa. Se está fresca e inteira, a abobrinha durará, em qualquer lugar, de um até três meses, independentemente de você refrigerá-las ou não, embora isso possa fazer com que ela mude ligeiramente em sabor e textura. Então é melhor mantê-la no balcão. 

Se estiver no ponto, não espere que ela fique armazenada por mais de alguns dias. No congelador, a abobrinha vai durar por até oito meses. Fora dele, tente armazená-la em um local escuro e observe se ela estiver começando a ficar macia ou melando, uma vez que se isso acontecer é hora de jogá-la fora. 

Frutas que você deve e que não deve comer 

Frutas que você deve e que não deve comer 

Quem não ama as frutas? São saborosas, doces e boas para sua saúde. Mas nem todas são produzidas igualmente e, embora ofereçam benefícios para a saúde, algumas são mais saudáveis ​​do que outras. Por isso, procure sempre por aquelas ricas em fibras, com altas fontes de vitaminas e baixas em calorias e açúcar.  

A partir de agora, se você está pensando sobre quais frutas consumir, a fim de garantir sua saúde e sua dieta, é importante conhecer os fatos para que você possa fazer as melhores e mais saudáveis ​​escolhas para o seu corpo. 

Abacaxi  

Se você está procurando uma fruta tropical, com excelentes benefícios para a saúde, saiba que o abacaxi é rico em vitamina C e manganês. A melhor razão para comer abacaxi, no entanto, é uma enzima chamada bromelina, encontrada no sumo e na haste dessa fruta saborosa e suculenta.  

A bromelina auxilia na absorção de antibióticos e pode combater diabetes, doenças cardíacas e câncer. Segundo estudos já realizados, ela também tem capacidade de encurtar o tempo de recuperação após cirurgias e pode ser usada para tratar inflamação e lesões esportivas.  

Se você está procurando maneiras de incorporar mais o abacaxi em sua dieta, a sugestão  é colocá-lo em sua salada ou cortá-lo, comê-lo como um lanche ou adicioná-lo às suas receitas à base de carne.  

 Bananas  

Você pode querer pensar duas vezes antes de comer uma banana durante o café da manhã. Ao contrário de algumas frutas, as bananas contêm principalmente carboidratos. Na verdade, 93% de seus componentes são provenientes de carboidratos. Além disso, eles contêm até 16% de açúcar.  

 Blueberries  

Todas as frutas têm benefícios incríveis para a saúde, mas os blueberries, também conhecidos como mirtilos, são de outro nível. Um copo de mirtilos contém 4 gramas de fibras e apenas 15 gramas de carboidratos. Nessa xícara, você também receberá 24% de sua vitamina C diária recomendada e 36% da dose indicada de vitamina K. Devido ao alto teor de fibras, eles vão deixa-lo saciado sem adicionar muitas calorias à sua dieta.  

Os Blueberries têm mais antioxidantes do que qualquer outra fruta ou vegetal, então coma sempre um punhado se quiser ficar mais jovem. Os antioxidantes podem reduzir os efeitos do envelhecimento, contrariando os danos causados ​​ao seu DNA.  

Estudos também revelaram que os mirtilos podem melhorar a sua memória, têm efeitos antidiabéticos e podem reduzir o dano muscular após um treino rigoroso. Além disso, os blueberries previnem as infecções do trato urinário.  

 

Manga 

Como as bananas, as mangas têm uma porcentagem maior de açúcar do que outras frutas, e é por isso que elas são tão gostosas. Uma xícara de manga contém 100 calorias e 23 gramas de açúcar! Com todas as frutas disponíveis que têm menor quantidade de açúcar, você pode querer ficar longe da manga, especialmente se está tentando perder peso.  

Mas, se você não consegue cortá-la completamente de sua dieta, coma com moderação. Por exemplo, em vez de fazer uma vitamina de manga, use uma base de abacaxi e coloque algumas pequenas fatias de manga para apenas sentir o gosto.  

Melancia 

Há uma boa razão pela qual você pode encontrar melancia na maioria dos self-service: não só é deliciosa como também ajuda você a ficar hidratado, sua composição é 92% água. A melancia proporciona vários outros benefícios para a saúde, incluindo redução da pressão arterial e auxilia na dor muscular. Ela também contém uma grande variedade de nutrientes, incluindo vitamina C, potássio, cobre, vitamina A e vitamina B5.  

A boa fama da melancia, no entanto, se deve, também, ao alto nível de citrulina que você pode encontrar na parte branca da casca dessa fruta. Em seu corpo, essa substância se transforma no aminoácido arginina, que ajuda muitos de seus órgãos internos, incluindo seus pulmões e sistema reprodutivo. A arginina também ajuda a prevenir doenças cardíacas.  

Cerejas 

Devido ao tamanho pequeno, as cerejas também são fáceis de serem consumidas em grandes quantidades. Mas, como mangas e uvas, as cerejas contêm um teor de açúcar maior do que muitas outras frutas. Um copo de cerejas contém 17,7 gramas de açúcar. Isso as torna uma escolha de fruta ruim para diabéticos e pessoas em dieta para emagrecer.  

Além disso,  a cereja é uma fruta das consideradas FODMAP Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides e Polyols que em português seriam Oligosacarídeos Fermentáveis, Disacáridos, Monossacarídeos e Polióis)  alta, elas podem fazer você ficar inchado. Os FODMAPs são encontrados em muitas frutas e vegetais e criam gases e inchaço porque são difíceis de digerir.  

Ao invés de embalar um saquinho de cerejas para levar com você paro o lanche no trabalho, faça uma mistura de frutas. Dessa forma, você ficará saciado sem a sobrecarga e inchaço do açúcar.  

Maçã 

As maçãs são baratas, prontamente disponíveis, deliciosas e saudáveis. Elas podem ser boas para a perda de peso, uma vez que contêm uma alta porcentagem de água e também têm grandes quantidades de fibras (há 4 gramas em uma maçã de tamanho médio), saciam sem aumentar elevar os ganhos de calorias. Um estudo revelou que os indivíduos que ingeriam fatias de maçã antes de uma refeição comiam, em média, 200 calorias menos durante a refeição.  

A casca e a polpa da maça também contêm polifenóis, um tipo de antioxidantes que demonstrou reduzir o risco de acidentes vasculares cerebrais e doenças cardíacas. Existem cinco vezes mais polifenóis na casca da maçã do que no resto dela, então, não jogue fora essa parte preciosa da fruta! 

5 melhores exercícios que você pode fazer 

5 melhores exercícios que você pode fazer 

Se você não é um atleta e quer apenas se exercitar para garantir sua saúde ou para se sentir melhor dentro da sua roupa, se imaginar dentro de uma academia pode ser apavorante. Só de pensar em ter que andar em esteiras, pedalar bicicletas ergométricas, e puxar peso nas estações de musculação pode ser suficiente para fazer você voltar correndo para o sofá.  

No entanto, algumas das melhores atividades físicas para o seu corpo não exigem que você esteja no salão da academia ou que você fique apto o suficiente para correr uma maratona. E esses exercícios podem fazer maravilhas para sua saúde. Eles ajudarão a manter o seu peso sob controle, melhorarão seu equilíbrio e a amplitude do seu movimento, fortalecerão seus ossos, protegerão suas articulações, ajudarão a prevenir problemas de controle da bexiga e, até mesmo, a perda de memória.  

Não importa sua idade ou nível de resistência, essas atividades podem ajudá-lo a entrar em forma e a reduzir o risco de doenças. 

Natação  

Você pode chamar a natação de treino perfeito. A capacidade da água de permitir que seu corpo flutue ajuda tirar a tensão das articulações para que você possa movê-las com mais fluidez. ‘A natação é boa para indivíduos com artrite porque não impacta o corpo com peso, garantem especialistas. 

Pesquisas revelaram que a natação também pode melhorar o estado mental das pessoas e deixa-las com um estado de espírito melhor. A hidroginástica é outra opção. Essas atividades ajudam você a queimar calorias e tonificar seus músculos.

Tai Chi 

Esta arte marcial chinesa que combina movimento e relaxamento é boa para o corpo e a mente. Na verdade, tem sido chamado de ‘meditação em movimento’. O Tai Chi é composto de uma série de movimentos graciosos, uma transição suave entre eles. Como as aulas são oferecidas em vários níveis, tai chi é acessível – e valioso – para pessoas de todas as idades e níveis físicos. É particularmente bom para as pessoas mais velhas porque o equilíbrio é um componente importante da aptidão, e o equilíbrio é algo que perdemos à medida que envelhecemos, é o que garantem especialistas. 

Treinamento de força  

Se você acredita que o treinamento de força é uma atividade machista e voltada para pessoas musculosas, pense novamente. Levantar pesos leves não aumentará os seus músculos, mas os manterá fortes. Quando não se você não usa músculos, eles perdem suas forças ao longo do tempo. 

O treinamento de força também ajuda a queimar calorias, pois quanto mais músculo você tiver, mais calorias você queimará, então é mais fácil para manter o peso. Semelhante a outros exercícios, esse treinamento também pode ajudar a preservar a função cerebral por alguns anos. 

Caminhada 

A caminhada é uma atividade simples, mas poderosa. Isso pode ajudá-lo a se manter em forma, melhorar os níveis de colesterol, fortalecer os ossos, manter a pressão arterial sob controle, melhorar seu humor e diminuir o risco de uma série de doenças (diabetes e doenças cardíacas, por exemplo). Alguns estudos mostraram que, assim como outras atividades físicas, andar pode até melhorar a memória bem como evitar a perda de memória relacionada à idade. 

Tudo o que você precisa é de um par de tênis adequados. Comece a caminhar por cerca de 10, 15 minutos ao dia. Ao longo do tempo, você pode começar a andar mais e mais rápido, até você caminhar por 30 a 60 minutos por dia, todos os dias da semana.

Exercícios Kegel 

Estes exercícios não ajudarão você a se parecer melhor, mas eles fazem algo muito importante: fortalecem os músculos do assoalho pélvica que suportam a bexiga e previnem contra a incontinência. Enquanto muitas mulheres estão familiarizadas com Kegels, esses exercícios também podem beneficiar os homens.  

Para fazer um exercício de Kegel corretamente, aperte os músculos que você usaria para prender a urina. Mantenha a contração por dois ou três segundos, depois solte. Certifique-se de relaxar completamente seus músculos do assoalho pélvico após a contração. Repita 10 vezes. Tente fazer quatro a cinco vezes por dia. 

Muitas das coisas que fazemos para diversão (e trabalho) contam como exercício. Limpar o jardim conta como atividade física, a dança de salão também, bem como brincar com seus filhos ou netos. Quando você estiver fazendo algum tipo de exercício aeróbico por, pelo menos, 30 minutos por dia e conseguir incluir dois dias de treinamento de força por semana, você pode se considerar uma pessoa ativa. 

Tomate:  fruta ou verdura? 

Tomate:  fruta ou verdura? 

Observe o tomate: Simples. Verdadeiro. Saboroso. Os tomates são um simples vegetal comum nas hortas de quintal e um item fundamental para cozinheiros e chefes de cozinha profissionais. Os tomates são empregados como apetitosas adições em tudo, de molhos a sanduíches, e quem pode resistir a uma guarnição acompanhada de tomates? Escondido abaixo da pele brilhante do tomate, contudo, há uma controvérsia de décadas. Entre a sua carne firme, suco doce e um exército de sementes, seria esse delicioso vegetal de jardim uma verdura ou um fruto?  

 A diferença pode estar na semente 

O que determina a diferença entre um fruto e uma verdura pode parecer simples. De forma bem resumida, os frutos têm sementes e as verduras não. Essa definição trabalha perfeitamente bem se você for botânico, mas não tão bem se você for um cozinheiro-chefe profissional (ou alguém que cozinha ou come, no que diz respeito ao assunto). Falando botanicamente, o tomate cai na categoria ‘de fruto’ devido às suas sementes. Os pêssegos, a melancia, os morangos, são todos os bons exemplos de frutos. Depois dessa definição, pela lógica, os pepinos, as azeitonas e os pimentões, junto aos tomates, também seriam frutos. Certo? Errado! 

Enquanto muitos tipos de vegetais poderiam ser considerados frutos usando o ponto de vista botânico, poucas pessoas que comem esses vegetais seguem essas mesmas regras, na maioria das vezes porque esses ‘frutos’ são de natureza salgada, e não doce. Em vez disso, grande parte dos consumidores trata tomates e abacates como se fossem verduras, distribuídos na salada.  

Mas, mesmo a definição de vegetais é subjetiva: ela não se trata de uma construção puramente científica. Ela se enquadra no domínio culinário. Os frutos saborosos e que combinam com alimentos salgados são, geralmente, considerados verduras e costumam ser consumidos com folhas, raízes, bulbos e sementes — como alface, nabos, aspargo, couve-flor, alho, ervilhas e abóboras.  

Já quando o assunto é nutrição, não há muitas diferenças entre fruto e verdura. Todos eles contêm uma grande quantidade de fibras, bem como uma farta variedade de vitaminas e minerais.  

Decisão foi parar na Justiça 

No entanto, nos Estados Unidos não foi fácil resolver a questão controversa que rodeia a classificação desse delicioso vegetal. À certa altura, o debate até chegou ao Supremo Tribunal. Em 1893, durante um caso conhecido como Nix v. Hedden, o tribunal ouviu argumentos insistindo que os tomates deveriam ser tributados como vegetais em vez de frutas (na época, os vegetais tinham uma taxa de imposto mais alta que os frutos). No final, o tribunal decidiu por unanimidade que um tomate importado poderia ser tributado como um vegetal, embora, botanicamente falando, seja considerado uma fruta. 

6 Razões para substituir seu travesseiro

6 Razões para substituir seu travesseiro. Ele pode estar prejudicando não só seu pescoço, mas sua saúde.

Pense na sua cama e no tanto que você gosta de uma boa noite de sono. Lembra que você passou 87 horas escolhendo o melhor colchão para comprar e, mesmo assim, ainda está pensando se deve trocá-lo por um de molas, com mais espuma, entre outras qualidades? E seu edredom? Esse é o queridinho da sua namorada! E você sempre seguiu as dicas de como comprar as melhores roupas de cama. Enquanto isso, seu travesseiro já passou por quatro apartamentos, três relacionamentos e um gato. O coitado nunca recebeu atenção.

Talvez seja porque os travesseiros são mais pessoais, ou porque são pequenos o suficiente para nós os levarmos para todo lado, mas a maioria das pessoas aguenta travesseiros por muito mais tempo do que deveria.
Você nem quer mais olhar sob as fronhas por causa das manchas de baba amareladas e dos bolos de espuma no meio dele. Esses já são motivos suficientes para colocar o travesseiro velho de lado, mas além dessas, há muitas outras razões mais do que suficientes para deixar a preguiça e o apego de lado e preparar a troca do seu querido companheiro de todas as noites.
Aqui estão as alguns dos motivos pelos quais o seu travesseiro atual pode tornar seu tempo de sono um pouco deprimente, além de algumas dicas sobre o que fazer para se sentir feliz ao colocar a cabeça na cama.

Travesseiro pode causar acne

Um dos piores tipos de acnes é aquela causada pela pressão da pele contra superfícies sujas. Essa é uma acne poderia ter sido evitada. Ela pode aparecer pelo contato da sua pele do rosto com seu telefone, com o capacete da moto, mas, o suspeito habitual é o seu travesseiro e, especialmente, a sua fronha. Eles coletam a sujeira e a oleosidade da pele da face, além da pele morta. Por isso, talvez você não precise substituir completamente seus companheiros de sono, no entanto, tente lavá-los. Os especialistas recomendam lavar sua fronha mais de uma vez por semana.

Travesseiro é um buffet para ácaros

Sabe toda essa sujeira que acabamos de mencionar: os óleos e a pele morta? Para os ácaros, é o almoço. Esses minúsculos artrópodes de oito pernas são muito pequenos para ver a olho nu, e eles se alimentam dos flocos de pele humana que soltamos todos os dias. De acordo com especialistas, diariamente, descamamos o bastante para alimentar 1 milhão de ácaros. E mencionamos que eles são considerados o gatilho mais comum de alergias, como por exemplo, a? Para mantê-los longe do seu travesseiro, use um protetor de travesseiro antialergênico e com zíper.  (E lembre-se de lavá-lo pelo menos uma vez por mês.)

Você já leu manual de instrução de um travesseiro?

E realmente, quem leria isso? É só um travesseiro. Mas é importante começar a pensar sobre isso. Agora, falamos sobre a limpeza da fronha e do protetor de travesseiro. Mas e o travesseiro em si? Se você é como a maioria das pessoas, você provavelmente nem sabe se seu travesseiro pode entrar na máquina de lavar. Regra geral: se é sintético, sim; Se não, deve ser limpo a seco.

Hora de ir para o lixo

Quando você lava seu travesseiro, ele eventualmente quebra todo o suporte fofo no interior. A espuma pode ficar embolada. Especialistas sugerem um teste para ver se ele ainda será de bom uso. Dobre-o ao meio e solte-o. Se ficar dobrado, é hora dele ir para o lixo.

Está bem, muito além da data

Se seu travesseiro está fino e não enche mais a fronha, não tenha dúvida, ele expirou o prazo de validade. Alguns especialistas dizem que isso acontece a cada três anos, outros dizem que substituem seu travesseiro uma vez por ano. Na dúvida, siga os sinais!

A vida pode ser melhor

Comece a pensar em quanto melhor a vida pode ser depois de uma boa noite de sono. A tecnologia dos travesseiros melhorou muito. Hoje há até os travesseiros que podem despertá-lo suavemente pela manhã. Os tecidos naturais respiram melhor e diminuem a oleosidade acumulada. E lembre-se, a mistura de alguns materiais de alta tecnologia dos travesseiros deve se somar aos bons hábitos de sono para que sua qualidade de vida melhore.

Dicas inteligentes para evitar desperdícios de alimentos 

Dicas inteligentes para evitar desperdícios de alimentos 

O desperdício de alimentos é uma preocupação global. Numerosos estudos destacam que o desperdício de alimentos está aumentando e uma quantidade considerável de dinheiro é gasto em alimentos em todo o mundo. De acordo com estudos um terço da comida mundial é desperdiçada anualmente, totalizando cerca de 1,3 bilhão de toneladas por ano. O desperdício não só causa perdas econômicas de US $ 750 bilhões, mas também danos significativos ao meio ambiente. 

De acordo com cientistas, cerca de 47 por cento do abastecimento de frutos do mar comestíveis dos EUA é perdido a cada ano, principalmente dos resíduos do consumidor. Outro estudo mostra que, desde 2007, a família média do Reino Unido está desperdiçando quase 60 euros por mês jogando quase uma refeição inteira por dia.  

Então, como podemos evitar o desperdício de alimentos? Ele precisa começar como um esforço consciente. Com técnicas de compras de alimentos mais realistas e sensibilidade para com o aquilo que você come, é possível garantir menos desperdício de comida em casa.  

Aqui estão algumas dicas inteligentes para você começar: 

Não exagere nas refeições: essa está diretamente ligada ao tamanho das porções. Esteja consciente da quantidade que é servida no seu prato. Os talheres de tamanho pequeno podem lhe ajudar com essa tarefa.  

No caso de sobras, pegue use sua criatividade para reutilizar alguns alimentos. Algumas frutas ou vegetais que sobraram da salada do almoço podem ser transformadas se forem batidas.  

Faça uma lista, compre de forma consciente. Antes de sair, mantenha controle sobre o que já tem na sua casa ao invés de adquirir mais daquele produto que você já possui. E lembre-se! Mantenha a impulsividade à distância.  

Não entre em uma farra de compras de alimentos quando estiver com fome ou entediado. Você acabará comprando muito mais do que você precisa. 

Conheça bem o seu congelador. Verifique se ele está ajustado em uma temperatura apropriada. Quase todos os tipos de alimentos têm uma vida útil. Ajustar a temperatura pode salvar os produtos que estiverem estocados.

Crie compostagem em seu jardim de todos os resíduos da cozinha. Podem ser das cascas de frutas, dos vegetais que ficaram velhos na gaveta da geladeira ou, até mesmo, das folhas de chá. Isso não só proporciona às plantas fertilizantes de qualidade, mas também minimiza o desperdício de sua cozinha.  

Aprenda a linguagem do rótulo. Tenha o hábito de ler os rótulos. Compre apenas depois de verificar as datas ‘vender por’ e ‘usar por’. 

Acima de tudo, adote uma postura do tipo “o primeiro a entrar é o primeiro a sair”, ou seja, os produtos que foram armazenados na geladeira em uma data anterior devem ser colocados na frente para que sejam visíveis a olho nu, enquanto os produtos mais novos devem ser guardados no fundo. Isso mantém seu prazo de validade sob controle e garante o melhor uso dos produtos.

Coisas na sua cozinha que você deveria limpar

Coisas na sua cozinha você nunca limpa – mas deveria 

Você limpa sua cozinha muito regularmente, mas há, certamente, algumas partes que você nunca passou sequer um paninho. Seja porque você nunca pensou nela ou, simplesmente, por realmente achar que não precisam ser limpos. Enfim, há um monte de coisas na sua cozinha que você nunca limpou, mas que,definitivamente, deveria passar a ter mais cuidado com elas. Reúna seus suprimentos de limpeza, a partir de agora você vai conhecer todos os cantos da sua cozinha que, provavelmente, precisam de uma boa dose de água ou de um esfregão. 

Reservatório de café 

Você faz café todas as manhãs e limpa as xícaras e a jarra, mas com que frequência você limpa o interior dela, onde você coloca o pó, também conhecido como o reservatório de café? De acordo com estudos, os reservatórios de café podem ter ainda mais germes do que o seu assento no banheiro! Sim, você leu isso direito. Use vinagre branco para limpar o interior da cafeteira e deixá-lo livre da sujeira. 

Sacolas de mercearia reutilizáveis 

Trazer seus próprios sacos de mercearia para a loja é bom para o meio ambiente e mais sustentável a longo prazo, mas você realmente precisa limpá-los de tempos em tempos. Você pode ter certeza de que eles estão limpos jogando-os regularmente na máquina de lavar roupa, apenas certifique-se de escolher as configurações corretas da máquina de lavar com base no tecido da sua bolsa reciclável. Em seguida, certifique-se de secá-los completamente antes de usar novamente. 

Abridores de lata 

Levante a mão se você já limpou um abridor de lata. A maioria das pessoas não, mas todos deveriam. Mofo, leveduras, E. coli e salmonela foram encontradas em abridores de lata que não foram regularmente limpos, o que poderia causar grandes problemas de saúde, especialmente para aqueles que estão em maior risco, como crianças, idosos e pessoas com sistemas imunológicos comprometidos. Se o seu abridor de latas é seguro para a máquina de lavar louça, você está com sorte porque limpar é, obviamente, extremamente fácil. Se o seu não é, no entanto, lave-o com água quente e com sabão.  

Lixeira
Sua lixeira precisa ser limpa, com certeza. Se você perceber que o exterior ficou um pouco sujo, o interior provavelmente também está. Sacolas perfumadas podem ajudar a mascarar qualquer cheiro que possa estar emanando dos alimentos ou embalagens jogadas lá também. Mas, esfregar com água quente e com sabão, bicarbonato de sódio (novamente para o cheiro) ou outros produtos de limpeza é o que vai realmente ajudar a limpar  a  lixeira. 

Interior da máquina de lavar louça 

Esse local, mais uma vez, é um pouco improvável, mas, a comida, a gordura e outras coisas que caem dos utensílios lavados podem ficar presas  pela na máquina de lavar louça, diminuindo sua velocidade. Segundo fabricantes, o primeiro passo para limpar esse equipamento é remover o filtro e limpá-lo separadamente antes de limpar e desinfetar a própria máquina. Tudo que você precisa é um pouco de vinagre, bicarbonato de sódio e um ciclo de água quente. 

 Juntas de liquidificador 

Esse pequeno anel de borracha em torno do fundo do seu liquidificador é chamado de junta e é o que impede que todo o líquido se derrame. Especialistas descobriram que os liquidificadores eram o terceiro item mais cheios de germes em uma casa. Salmonella, E. coli, fermento e mofo foram encontrados em juntas de liquidificador, tudo o que poderia te deixar doente. Certifique-se de desmontar e limpar cuidadosamente o liquidificador com água extremamente quente (e sabão) toda e vez que o usá-lo para que ele fique limpo e você e sua família se mantenham saudáveis. 

 Todos os botões e alças da sua cozinha 

Cada botão e alça na sua cozinha, do gabinete puxa para os botões do fogão e tudo no meio, precisa ser limpo regularmente. Pense em quantas pessoas tocam essas coisas com mãos sujas quase todos os dias. Estudos revelam que os botões de fogão entraram no número nove na lista dos 10 itens mais sujos de uma casa. Além disso, um estudo de 2014 publicado na revista Food Control descobriu que os botões e alças tinham uma das concentrações mais altas de ibactérias, o que pode deixar sua família muito doente. Limpá-los regularmente com vinagre, uma solução de alvejante diluída ou outro produto desinfetante pode ajudar a minimizar o número de agentes patogénicos potencialmente perigosos.

Gavetas de geladeira 

Limpar o que derramou ou vazou nas gavetas do seu refrigerador é super importante, mas mesmo que sua comida nunca derrame ou vaze, as gavetas ainda precisam ser limpas regularmente. Pesquisadores da áreas de saúde já encontraram E. coli, salmonela, listeria monocytogenes e mais dentro das gavetas da geladeira. Esses contaminantes podem causar graves doenças transmitidas por alimentos, portanto, tenha isso em mente na próxima vez que você estiver limpando sua cozinha. 

Esponja de cozinha 

É verdade, você precisa limpar regularmente (e mudar e descartar) a ferramenta que você usa para limpar tudo o resto. Você pode limpar sua esponja de cozinha embebendo-a em uma solução diluída de água sanitária, colocando-a na máquina de lavar louça ou jogando no microondas. A máquina de lavar louça e o microondas funcionam porque o calor mata qualquer germe persistente. Como observou o bom arrumador, certifique-se de que a esponja esteja embebida em água antes de colocá-la no microondas, caso contrário, ela pode pegar fogo, o que matará os germes, mas definitivamente não é o que você deseja. Se você usar um pano, jogue-o regularmente na máquina de lavar roupa para mantê-lo limpo.